Presidente da APJ repudia atitude de técnico de futebol contra jornalista do Jornal de Piracicaba

O presidente da APJ – Associação Paulista de Jornais, Renato Zaiden, lamentou a ameaça à reportagem do Jornal de Piracicaba em episódio que envolveu o técnico de futebol Fahel Júnior. A entidade congrega 17 grupos de comunicação líderes regionais no Estado de São Paulo.

“Protestamos contra qualquer tipo de reação ou tentativa de agressão verbal ou física do referido técnico contra o jornalista Leonardo Moniz”, disse Zaiden, segundo o qual o profissional de imprensa “apenas cumpriu a sua missão profissional que é a de informar, e exerceu o seu direito de crítica em relação ao desempenho do trabalho do referido técnico de futebol”.

De acordo com o Jornal de Piracicaba, o técnico foi dispensado pelo XV de Piracicaba na manhã desta sexta-feira (24/8/2018), após a tentativa de agressão ao jornalista. A confusão aconteceu véspera à noite (23/8), quando o repórter estava num bar para realizar uma entrevista com dois ciclistas da cidade. Fahel, que estava no mesmo local, foi até sua mesa, e “tentou partir para agressão e fez ameaças ao jornalista”, de acordo com o jornal.