Contexto Paulista: Investimentos em serviços somam R$ 3,1 bilhões no trimestre em SP

Wilson Marini – Rede APJ

wilson.marini@gmail.com

Esta coluna é publicada pelos grupos de comunicação da Associação Paulista de Portais e Jornais (APJ), rede formada por 16 líderes de prestígio regional com circulação no Estado de São Paulo

Os investimentos anunciados no primeiro trimestre de 2021 para o Estado de São Paulo somam R$ 5,2 bilhões, segundo levantamento da Fundação Seade. Quase dois terços dos recursos são do setor de serviços (R$ 3,1 bilhões). Em relação ao trimestre anterior, os investimentos nesse setor aumentaram 59%. Um dos destaques este ano é o investimento de R$ 500 milhões para a construção do condomínio logístico Parque Industrial São Lourenço II, em Nova Odessa, região de Americana.

Indústria no Interior

A região de Campinas concentrou cerca de 78% dos recursos de investimento anunciados pelo setor industrial este ano, enquanto os outros 22% dividiram-se entre a região Central (Araraquara e São Carlos) e a Região Metropolitana de São Paulo.

Inovação paulista

A Agile Med, com sede em São Bernardo do Campo, desenvolveu um “capacete de respiração” que poderá ajudar a evitar a intubação de pacientes com covid-19. O equipamento já obteve a aprovação da Anvisa e tem sido utilizado em pacientes nos hospitais regionais de Caraguatatuba, São José dos Campos e Taubaté. Segundo a empresa, o equipamento 7 Lives Helmet é de PVC atóxico e silicone e permite uma ventilação mecânica não invasiva a pacientes infectados pelo vírus. Pode ser acoplado a ventiladores mecânicos ou na rede de gases própria do hospital, dispensando o uso de ventilador pulmonar.

Agropecuária paulista

Os números mais recentes da produção agropecuária do Estado de São Paulo denotam avanço em relação a anos anteriores. A estimativa final do Valor da Produção Agropecuária paulista em 2020 resultou em R$ 96,47 bilhões. Comparativamente aos R$ 82,21 bilhões alcançados em 2019, o aumento foi de 12,04% em valores reais, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA).

Turismo de trem

Lançado o projeto Trem dos Romeiros, que irá da capital a Aparecida, com capacidade para alavancar a atividade turística de outros sete municípios: Cachoeira Paulista, Canas, Cunha, Guaratinguetá, Lorena, Piquete e Potim. O trem sairá da Estação da Luz, percorrendo 180 quilômetros até Aparecida, com expectativa para transportar até 500 pessoas por viagem.

Investimento

A Gerdau vai investir R$ 1 bilhão na modernização e ampliação de suas fábricas voltadas à produção de aços especiais no Brasil, incluindo as unidades de Mogi das Cruzes e Pindamonhangaba. A unidade de Mogi vai reativar sua aciaria (parte da usina que transforma o ferro gusa em aço), que estava parada desde março de 2019, para começar a produzir até o início do segundo semestre, gerando 150 novos postos de trabalho diretos. A ideia é operar com capacidade anual de 80 mil toneladas de aço, que será laminado em Pindamonhangaba, onde os investimentos permitirão que o novo lingotamento contínuo entre em operação em agosto de 2022.

Inovação em Jundiaí

A prefeitura de Jundiaí disponibilizou link para contribuições para a estruturação do projeto de Lei do Novo Sistema Jundiaí de Inovação, segundo o Jornal de Jundiaí, da Rede APJ (Associação Paulista de Portais e Jornais). Quem quiser contribuir sobre o desenvolvimento de cada um dos dez objetivos estratégicos que nortearão a elaboração do Sistema Jundiaí de Inovação deve entrar no link //jundiai.sp.gov.br/sistema-jundiai-de-inovacao/ e responder às questões. “Queremos aumentar a satisfação das pessoas em relação ao funcionamento de todos os serviços públicos e também possibilitar melhorias em investimentos para gerar mais empregos e renda. O momento atual exige tecnologia e trabalhamos para tornar Jundiaí em uma referência”, diz o prefeito Luiz Fernando Machado.

Frase

O gestor de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí, Cristiano Lopes, diz que “vamos construir juntos uma cultura inovadora e empreendedora com ajuda de todos os atores do sistema e assim viabilizar negócios inovadores com alto potencial de crescimento para transformar a economia de Jundiaí e da região”.

Circuito das Águas

O Instituto Inovação anunciou a criação do Polo de Transformação e Inovação Digital do Circuito das Águas com o objetivo de “gerar um ambiente de negócios capaz de atrair empresas de tecnologia e inovação e desenvolver pessoas qualificadas para trabalhar na indústria digital”. Serão investidos R$ 600 mil para montar um centro de transformação digital e inovação que integrará nove municípios da região. A criação de um polo de inovação é uma forma de aumento de atratividade para novos negócios. A visão é de que o centro irá gerar um grande impacto econômico no Circuito das Águas. “Projetamos que em 10 anos o polo poderá trazer R$ 187 milhões em investimentos diretos, gerando mais de 100 mil novos empregos ao longo desse período”, diz o presidente regional do Instituto Inovação, Daniel Pellegrini.

Frase

“No médio e longo prazo, a tecnologia e a inovação farão parte dos novos negócios que serão realizados nos municípios. Temos obtido resultados positivos em iniciativas semelhantes na região sul do país. Sabemos que turismo e tecnologia possuem sinergias” diz Pellegrini. 

Breves

●     A JBS informou que vai abrir 3.500 vagas de trabalho em 13 estados e no Distrito Federal.

●     O Grupo Enxuto chega à 11ª unidade da bandeira Enxuto Aqui em Campinas.

●     A Hyundai, de Piracicaba, anunciou doações ao governo estadual por conta da covid-19.Área de anexos